www.facebook.com/bolinhapneus

Cidade continua sem SAMU

Em Santa Luzia, quem precisar de socorro médico deve criar alternativas que não seja o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A cidade está sem o serviço desde que o atual prefeito assumiu, em janeiro. A verba do governo federal destinada à isso está sendo repassada, o problema é que terminou o contrato dos trabalhadores que não foi renovado e nem foram substituídos.

As ambulâncias do SAMU estão se deteriorando no pátio da prefeitura enquanto o cidadão luziense sofre com a ausência do serviço. Você cidadão, que paga seus impostos e cumpre com suas obrigações, se precisar de um atendimento de urgência terá que ligar para o Corpo de Bombeiros em Belo Horizonte ou Vespasiano e com toda a certeza a espera mínima será de 40 minutos, pois o CBMG não está dando conta de atender nem as cidades nas quais estão localizadas.

O ministério da Saúde repassa milhões a Prefeitura para pagar o serviço em Santa Luzia. Esse dinheiro deveria ser usado para capacitação das equipes, manutenção e reforma dos veículos. Pra piorar, duas motos totalmente equipadas foram doadas no ano passado e nunca sequer foram usadas pelo SAMU. Talvez essas motos poderiam ser repassadas a Guarda Municipal, que tem sua frota de veículos totalmente sucateada.

Uma mulher que estava no sétimo mês de gestação passou maus momentos na madrugada desta sexta-feira (12). A futura mãe,que reside no bairro Santa Rita,  sentiu-se mal a noite e por volta das 4h começou a perder muito sangue. Como a cidade não conta com o atendimento do SAMU, a mulher teve que ser levada a UPA Sede em carro particular por populares.

Motociclista atendido pelos Bombeiros
Motociclista atendido pelos Bombeiros

Outro caso aconteceu no ultimo dia 05, quando Jean Silva Viana, que é Guarda Municipal no Município, sofreu um acidente de moto na rotatória localizada em frente ao Centro de Eventos Mega Space. O GM que teve a perna fraturada após a queda esperou por mais de uma hora a chegada do Corpo de Bombeiros, mas não teve exito. Como estava perdendo muito sangue a solução encontrada foi que os próprios colegas de farda o colocassem dentro da viatura da Guarda Municipal e o socorressem até o Hospital Risoleta Neves em BH. Fato que poderia ter gerado uma piora na fratura e outros riscos a saúde de Viana.

Segundo os Guardas Municipais não se trata de um fato isolado. É corriqueiro acidentes de trânsito no município com vítimas que já ficaram até três horas aguardando atendimento, muitas das vezes, caídas no asfalto.
Será que o Ministério da Saúde e o Ministério Público tem conhecimento de tais fatos? Fato é que a população não pode continuar sofrendo as consequências das fragilidades de estrutura na Saúde e irresponsabilidade do Prefeito.

GM REVOLTADO.

 

Share

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *