www.facebook.com/bolinhapneus

A Síndrome do Ninho Vazio

Os primeiros momentos de uma criança na vida dos pais são importantes, como o sorriso, os primeiros passos, as primeiras palavras, o choro, o engatinhar, até que eles crescem, passam a trabalhar, se casam e vão embora da casa dos pais. Com isto, surgem transformações tanto na vida dos filhos quanto na dos pais. Entenda melhor sobre a síndrome do ninho vazio e a forma de lidar com ela.

A síndrome do ninho vazio são mudanças na vida do casal depois que os filhos saem de casa, ou até mesmo como sofrimento ao verem seus filhos saírem da mesma. Estas mudanças são: aposentadoria, a menopausa, medo de envelhecer, que podem gerar sentimentos de baixa autoestima, depressão, e sintomas físicos como: febres, dores de cabeça, alergias, palpitações, distúrbios intestinais. E também alguns fatores sociais e culturais também podem contribuir para a síndrome.

Em muitas famílias isto acontece quando os pais não conseguem lidar com a falta e têm sentimentos de solidão, podendo desenvolver um quadro depressivo ou até mesmo de alcoolismo e a automedicação. Casais que viveram somente em função dos filhos, têm dificuldades quando eles saem de casa, e é nesta saída que o reencontro do casal é esquecido. Pois estiveram tão envolvidos na educação e desenvolvimento dos filhos que deixaram de viver como casal, podendo até se estranhar como marido e mulher.

Não somente os pais que estiveram muito presentes, como também ausentes, devido ao trabalharem fora, podem sentir solidão na saída dos filhos de casa, ou até mesmo um sentimento de culpa por não terem ficado mais próximos deles.

A saída dos filhos pode ser triste para os pais, mas quando gera depressão, pode ser um resultado de fatores, ao longo da história da família e de seus membros que não foram trabalhados.

No entanto, quando os pais têm em mente de que irão ‘separar-se’ de seus filhos e estão preparados tanto emocionalmente quanto fisicamente, eles sabem lidar melhor com a ausência. Isto não significa que eles não sintam falta, e sim que as mudanças com a saída dos filhos passam a não ter conflito, sendo um processo natural e gratificante.

Ao superar a dor do ninho vazio é relevante ter o reconhecimento do que o grupo familiar precisa, como, as peculiaridades de cada um. Isto é importante, pois na saída dos filhos de casa, os pais podem passar por esta nova etapa de forma mais saudável e harmoniosa, e principalmente não deixarem de viver momentos consigo mesmo.

Abraços!

Taciana Santos

Psicóloga

Share

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *