www.facebook.com/bolinhapneus

ESCOLA CONTINUA “ABANDONADA”

Passados quatro meses da visita da comissão de educação da Câmara, situação permanece a mesma

 

Na edição de nr. 76 que circulou no período de 01 a 15 de abril deste ano, mostramos a triste realidade da Escola Municipal Jaime Avelar Lima, localizada no Bom Destino.

Naquela oportunidade o VIROU NOTÍCIA acompanhou, com exclusividade, a visita da Comissão de Educação à unidade, e denunciou as péssimas condições da escola: banheiros sem portas, sem vasos sanitários, sem torneiras e até mesmo sem pias.

Professores e diretores denunciaram que estavam comprando álcool para rodar as atividades de casa para os alunos em mimeógrafos, já que a máquina de xerox havia sido retirada da escola por conta do encerramento do contrato de locação.

Nas salas de aula a situação também era (ou continua) alarmante: forro caindo, infiltrações nas paredes, ventiladores estragados, armários quebrados, pombos em meio aos alunos, etc.

Passados quatro meses, ao que tudo indica, lamentavelmente, a situação permanece a mesma. Na pauta da reunião que aconteceu na última terça-feira, na Câmara, o vereador Aílton da Associação,( que é da região), fez duas indicações ao prefeito onde solicita “melhorias” para a escola. São elas:

 

761. Indica ao Sr. Prefeito que medidas sejam tomadas viabilizando a reforma dos banheiros da Escola Municipal Jaime Avelar Lima, no bairro Bom Destino.

 

763.  Indica ao Sr. Prefeito que viabilize junto ao órgão competente, objetivando a iluminação da quadra da escola Municipal Jaime Avelar Lima localizada no bairro Bom Destino.

 

O que chama a atenção é o fato do vereador  indicar ao prefeito a iluminação da quadra e reforma dos banheiros, sendo que outras intervenções são necessárias na referida escola.

O VIROU NOTÍCIA vai continuar acompanhando o desenrolar desse caso, que, sem dúvida, é alarmante e requer medidas imediatas para melhorar as condições da unidade escolar. Enquanto isso, alunos e professores continuam “abandonados”  por lá…

 

Share
3 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *