www.facebook.com/bolinhapneus

Médicos que atendem no São João de Deus fazem paralisação parcial dos trabalhos

Médicos mantêm paralisação parcial dos atendimentos.
Médicos mantêm paralisação parcial dos atendimentos.

O único hospital da cidade passa por mais um momento delicado.

Cerca de cem profissionais que atendem no hospital São João de Deus, (HSJD), como plantonistas, fazem uma paralisação parcial nos atendimentos desde o último sábado (6).

A categoria reivindica o pagamento dos salários que estão atrasados há praticamente dois meses. Somente os casos de urgência e emergência estão sendo atendidos. Não está havendo internações e realização de cirurgias.

 

De acordo com o médico Fábio José Araújo do Carmo, diretor clínico do hospital, a unidade criou uma comissão gestora que já esteve em reuniões com o corpo clínico para tentar solucionar o atraso dos pagamentos, mas ainda segundo ele, não houve avanço. “Estamos aguardando um posicionamento da comissão gestora quanto à resolução dos atrasos. Tem que haver um planejamento para que o hospital volte a atender de forma plena os usuários. Enquanto isso, continuamos atendendo apenas os casos de urgência e emergência. Sugerimos à população procure outros hospitais.” O diretor clínico lamenta as constantes perdas de profissionais que atendem no HSJD. ” Nós queremos atender a população de uma maneira melhor. Mas, infelizmente perdemos profissionais competentes por conta dos problemas que acontecem aqui”, completou.

O prior do hospital, Antônio Maurílio, informou que o atraso no pagamento dos profissionais ocorre em função da prefeitura de Santa Luzia não fazer os repasses das verbas dos governos estadual e federal. Segundo ele, o montante já chega a R$ 10.800 mil.

Em média, são atendidos diariamente no pronto socorro do hospital, cerca de 250 pacientes. Vale lembrar que o Hospital São João de Deus atende hoje a convênios e particulares. Pacientes do Sistema único de Saúde ( SUS) também são atendidos, através de encaminhamentos dos Pronto Atendimentos para internações.

 

 

 

 

Share

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *