www.facebook.com/bolinhapneus

Usuários do Move Metropolitano cobram melhorias no serviço

Com discussões acaloradas sobre a ausência ou aplicação errada de investimentos em mobilidade urbana na RMBH nos últimos anos, moradores de várias cidades da Grande BH, incluindo Santa Luzia, participaram nesta quinta (18) de uma audiência pública conjunta das Comissões de Participação Popular e de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Entre os problemas apontados, estão ônibus lotados, conexões desnecessárias, atrasos, tarifas abusivas, insegurança, infraestrutura precária nas estações e até a cobrança pelo uso dos sanitários nesses locais.

 

Fotos: Alair Vieira/ALMG
Fotos: Alair Vieira/ALMG

“Só quem utiliza o transporte público sabe os problemas que sofremos no dia a dia. O Move fica muito mais tempo se locomovendo do que o sistema anterior. Foi implantado sem negociação, com muito mais transtornos para a população, obrigando as pessoas a gastar o dobro com o serviço”, criticou o presidente do Observatório de Políticas Públicas de Santa Luzia (Osluz), Raimundo de Paula.

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, reconheceu os problemas apontados no Move Metropolitano, segundo ele resultado da precipitação em colocar o sistema em funcionamento no ano passado. “Houve uma decisão divina de que ele tinha que funcionar de qualquer jeito, e agora temos que resolver esse problema. O provisório às vezes traz transtornos”, ironizou.

“Em Justinópolis e Santa Luzia, é mais complicado. As obras estão paradas e ainda não temos orçamento”, afirmou ainda Murilo Valadares.

Ao final, foram aprovados vários requerimentos com ações para reforçar a luta pela melhoria do transporte público, além da mobilização permanente da ALMG para acompanhar a questão. Um deles prevê que os deputados visitem as estações do Move já prontas ou em construção. Outro é para que seja realizada nova audiência pública para debater a política metropolitana de transporte público e os desdobramentos da reunião.

Enquanto isso, o usuário do MOVE continua seu sofrimento diário…

Share

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *