www.facebook.com/bolinhapneus

VLI compromete vias de acesso ao terminal e a saúde da vizinhança

Poeira, buracos, trânsito intenso de veículos pesados e minério. Combinação prejudicial não somente para quem frequenta o local, mas, principalmente para as centenas de famílias que são vizinhas do Terminal da VLI, em Santa Luzia.

 

 

 

 

 

 

 

A avenida Engenheiro Januário Alvarenga Santos, no bairro Bicas, principal via de acesso ao terminal e outras empresas, está cada dia pior. Devido ao excesso de carretas carregadas de minério, o asfalto da via está comprometido. Buracos viraram verdadeiras “crateras” com poças d´água. E o mais agravante: o pó do minério que é prejudicial à saúde e já fez – e ainda faz vítimas na vizinhança – que mora bem ao lado, na rua Padre Miguel Eugênio.
“Moro aqui há mais de dez anos, essa empresa está acabando com a nossa saúde. A casa não pára limpa. Estender roupa no varal não dá. A gente coloca a roupa pra secar e ela sai mais suja ainda. Isso aqui é um inferno”, desabafou uma moradora que preferiu não se identificar.

“Já socorremos vários motociclistas que caíram na rotatória da avenida das Indústrias porque derraparam no minério que cai das carretas”, disse outro morador do local.

 

 

 

 

 

 


A VLI – subsidiária da Vale S/A – iniciou as atividades no terminal em 2013. E, entre algumas contrapartidas para o município, estão projetos em escolas da rede estadual. Pouco para uma empresa que tem na cidade o maior terminal multimodal e que investiu, segundo o Diário do Comércio (matéria publicada em 2013), R$ 72 milhões. A empresa alegou, à época, que retiraria da BR 381, diariamente, cera de 300 caminhões. Mas, vários desses veículos pesados estão acabando com a Rodovia MG 20 – Ligação entre Santa Luzia e Belo Horizonte – e, principalmente causando transtornos nos arredores do terminal. Basta ir até o local para constatar, como fez a reportagem do VIROU NOTÍCIA, na manhã dessa sexta-feira (12/1).

 

Em nota, a VLI – controladora da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) – informou que “realiza regularmente serviços de controle de poeira na região do Terminal Integrador Santa Luzia. Entre as ações adotadas estão o sistema de aspersão de água, a umectação do pátio, a lavagem do trecho com uso de caminhão-pipa e a limpeza dos caminhões de cargas”. Em relação ao asfalto, a empresa informou ainda que “vai iniciar na próxima semana serviços de recomposição em parceria com a prefeitura”.

Share
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *